quarta-feira, 18 de abril de 2018

Festa de Aniversário da “Quinta”


Esta semana, as crianças conseguiram realizar as suas atuações de Educação Física, Dança e Karaté, o sol apareceu e não choveu. E também conseguimos inaugurar o mural de Azulejos sobre o tema anual “Descobrir Portugal” com todas as crianças.




No sábado, devido ao mau tempo, não foi possível realizar as atuações das crianças nem o corta-mato, mas tivemos a tradicional “Quermesse”, a “Feira do Livro”, a venda de “Sabores de Portugal”, e cantámos os “Parabéns à “Quinta” e a todos os nossos meninos da Instituição.
As nossas bolotas germinaram e continuam a crescer…já temos pequenos troncos com folhas, cada dia crescem mais com o sol e com a água que regamos.





Para que serve Brincar

Brincar é uma das atividades que mais aprendizagens proporciona à criança. Quando a criança brinca contacta com desafios, constrói relações e resolve problemas.


O brincar é algo tão natural, que o nível de entusiasmo e de envolvimento é enorme, proporcionando grande prazer à criança. Para além disso, desenvolve competências motoras, da matemática, da linguagem e das expressões.


Para que serve o “faz de conta” no brincar:
É uma forma de jogo simbólico que permite à criança assumir outros papéis, representando situações “reais” ou imaginárias;
Permite à criança exprimir as suas ideias e sentimentos, desempenhando um papel muito importante no seu desenvolvimento emocional e social;
É um importante alicerce na construção e na descoberta de si, do outro e do mundo, na expressão de emoções (medo, surpresa, alegria, tristeza) e serve também como meio de reequilibrar os conflitos interiores;
Desenvolve a criatividade, a capacidade de representação e a consciência das suas reações e do seu poder sobre a realidade;
Permite à criança transpor para o imaginário as situações da vida real.
Brincar não é exclusivo das crianças, é próprio do homem, sendo uma das suas atividades sociais mais significativas. Brincar é o que a criança faz de mais sério.

Painel de azulejos


 Foi lançado um desafio a todas as salas da instituição: fazer um painel de azulejos tendo como ponto de partida o nosso tema anual- Descobrir Portugal.
A região que nos saiu em sorteio foi a Beira Baixa e nós fizemos uma representação da região usando tinta dentro de frascos de soro. A técnica consistia em apertar os frascos e a tinta sair em esguicho dando um efeito muito engraçado.



Foi uma atividade da qual gostámos muito e que nos proporcionou muita diversão.
Depois de termos dado o nosso contributo, os azulejos foram para a mufla e o resultado final foi este.



sexta-feira, 13 de abril de 2018

Bebés em movimento


A curiosidade e a descoberta das potencialidades de cada um relativamente aos movimentos que já conseguimos fazer resultaram em momentos de grande diversão e conquistas.
Descobrimos que conseguimos saltar com os pés juntos e, ainda mais difícil, para dentro e para fora do arco.


Também somos corajosos e destemidos e não tivemos medo nenhum de passar por dentro do túnel!


E, continuando com descobertas, também descobrimos que se balançarmos uma caixa com uma folha de papel lá dentro e com berlindes com tintas de várias cores, conseguimos fazer pinturas muito bonitas!




quinta-feira, 12 de abril de 2018

Brincar para Aprender


“O psicólogo Eduardo Sá diz que é essencial que as crianças brinquem pelo menos 2 horas por dia, sublinhando que brincar está diretamente ligado ao sucesso educativo.” Ora, nós por cá, brincámos muito e enquanto brincámos aprendemos tanto…sobre nós próprios, os outros e o que nos rodeia.
“Os estudos de Piaget e Vygostky referenciam que o brincar proporciona à criança o desenvolvimento das estruturas cognitivas, a construção da sua personalidade, o intercâmbio do cognitivo com o afetivo, o avanço nas relações interpessoais, nas interações e no conhecimento lógico matemático, a representação do mundo e o desenvolvimento da linguagem” (Andreia Mara Cortez). Por isso…Vamos Brincar muito!
Expressões artísticas e linguísticas
Desenvolvendo a criatividade e a imaginação surgiram pinturas/colagens e aguarelas sobre a Primavera.
Histórias e muitas histórias temos ouvido…sobre elefantes (“Um Elefante em Lojas de Porcelana, “Um Elefante Diferente”); sobre “Balbúrdia”; “Hoje Sinto-me…”
Voltámos ao Ribatejo
Esta semana tivemos a visita de um pai que nos veio falar sobre o Ribatejo. Aprendemos sobre as caraterísticas físicas e sociais, o rio Tejo, os cavalos e touros, os produtos/alimentos que se cultivam no Ribatejo, sobre o Fandango, os campinos, as brincadeiras como o pião ou escondidas, etc.…Mas também aprendemos como se deve montar um cavalo e sobre os acessórios necessários. Muito obrigada por esta manhã rica em aprendizagens sobre o nosso Portugal.



Brincando com a matemática…


“No jardim de infância, a aprendizagem das crianças requer uma experiência rica em matemática, ligada aos seus interesses e vida do dia a dia, quando brincam e exploram o seu mundo quotidiano.”
In Orientações Curriculares para o Pré-escolar, 2016, pág.77

Assim fomos à descoberta, na nossa sala, de objectos que identifiquem figuras geométricas…
 
…com os blocos lógicos
Permitindo que a criança desenvolva as primeiras noções de operações lógicas e relações como a correspondência, a classificação, a análise e o raciocínio, imprescindíveis na formação de conceitos de matemática, contribuindo por conseguinte no desenvolvimento da linguagem.
Como diz Piaget, " a aprendizagem da matemática envolve o conhecimento físico e o lógico-matemático”.
No caso dos blocos lógicos, o conhecimento físico ocorre quando a criança pega, observa e identifica os atributos de cada peça. O lógico-matemático dá-se quando usa esses atributos sem ter o material em mãos (raciocínio abstrato) ", promovendo também o desenvolvimento cognitivo da criança.
 
…Seguindo um padrão
 Terminámos esta nossa “brincadeira” relembrando as canções das figuras geométricas e, fazendo um pequeno grafismo em que desenvolvemos a percepção óculo manual, a coordenação motora fina, bem como as noções/conceitos referidas anteriormente.


Criativos e animados


 A Lídia e a sua família, receberam a visita do Kiko e da Kika e aproveitaram para partilhar diferentes tradições e lançar-nos um fantástico desafio, que nos levará aos tempos de outras conquistas portuguesas, que em breve revelaremos. Muito obrigado a toda a família pela vossa participação e dedicação.
 A criatividade infantil é algo fantástico… e o segredo é só deixar a criança brincar! Porque a brincadeira estimula a imaginação, ajuda no desenvolvimento cerebral e garante adultos mais seguros. É então que quando nos perguntam... “posso vestir o meu fato de rainha das flores?”… a magia acontece.
 A ensaiar para a nossa apresentação no dia da festa, bastante empenhado andámos. São Pedro pregou-nos uma partida… mas nós somos persistentes e não desanimámos.
 Beijinhos do fantástico grupo de crianças dos 4 anos 1 J


Descobrir Portugal- Algarve


O Algarve foi a região do país que “fomos conhecer” para representar no painel de azulejos, elaborado pela nossa sala.
Nele representámos o sol, símbolo do bom tempo durante a maioria  do ano, a pesca, as praias, as chaminés rendilhadas e da cultura, escolhemos as laranjas.
O nosso painel tem a forma de castelo que simboliza o maior castelo do Algarve- o castelo de Silves, e que teve muita importância na conquista das terras aos mouros.


“A crocodila mandona”

 Em vésperas de mais uma festa de aniversário da nossa Quinta, fizemos uma atividade baseada na história da crocodila mandona, história de autores portugueses e que esteve exposta na nossa habitual feira do livro.

Depois de termos ouvido a história, fizemos a respetiva dramatização e um placar acerca da mesma.






A primavera já chegou


Embora haja dias em que não pareça (“ainda tá chuva…”), a primavera já chegou. Na nossa sala decorámos um bonito canteiro de flores coloridas para ajudar a chamar o sol.
 Ainda a propósito da primavera colámos umas coloridas flores e fizemos magia com tinta que se transformou em borboletas…
A primavera também traz as andorinhas. Sabem que as andorinhas também são um dos símbolos do nosso Portugal? Nós cá continuamos à descoberta…
Histórias de Portugal
O nosso projeto “famílias na escola” continua a trazer-nos divertidas partilhas. A família da Maria Rita trouxe-nos a lenda da serra da estrela e no final dançámos ao som da canção “um pastorzinho”.


Tradição da Páscoa


Pela Páscoa a tradição é fazer folar doce ou salgado. Nós fomos experimentar a tradição de Trás os Montes e fizemos folar salgado (de queijo e fiambre) para o lanche.

Pinceladas
Para ilustrar a Beira Alta pincelámos azulejos. Para dar significado a esta zona, à costa portuguesa e à arte xávega, pintámos os azulejos com vários tons de azul e decalcámos peixinhos com tinta e areia da praia. As pintinhas vermelhas, verdes e amarelas representam as cores das casas da Costa Nova (Aveiro). E assim, no muro da nossa quinta podemos percorrer o nosso Portugal.

Histórias Vividas
Durante a semana anterior brincámos e vivenciamos experiências com as seguintes histórias: “Afinal o Caracol” e “Ovelhinha dá-me lã”.
Afinal o Caracol é uma história baseada num poema de Fernando Pessoa. Ouvimos a história e vimos as ilustrações e, também ouvimos o cd com o poema declamado por crianças pequenas.
No chão tínhamos um caracol gigante, que o tivemos que percorrer.
Ovelhinha dá-me lã é uma história simples e que fala de peças de roupa que se faz com lã. Esta história não foi contada a partir de um livro, mas sim de PowerPoint.
Numa folha de papel de cenário estava desenhada uma ovelha grande e nela colámos “mexa”. “Mexa” é a fase anterior ao fio de lã. É muito suave e fofa.

O que estas histórias têm em comum, é que são de autores portugueses.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Férias de Pascoa na Quinta

Painel de rolhas "Labirintos da Quinta"
Trocar ideias, planear, executar e ... a obra acontece :)
Jogo de pista,  caça aos ovos e a inauguração do mural de azulejos. Tudo bons motivos para descobrir a Quinta da Boa Vista :)















Workshop  de culinária_ foi tempo de meter a mão na massa_os folares da Pascoa e  o sumo das laranjas da Quinta :)












Os Jogos desportivos...e o torneio de jogos de mesa para ajudar a consolidar relações :)

















Viajar de comboio e passar um fantástico dia em contato com a Natureza, na companhia dos amigos, para guardar nas boas recordações da Infância :)








Até para o Ano :)