sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Para nós, foi dia dos amigos…


Como todas as razões são boas para comemorar a amizade, aproveitámos o dia dos namorados dos crescidos, para falarmos, mais uma vez, de emoções e do que é isso de gostarmos uns dos outros…

Depois de cada um falar sobre o amor, e de aprendemos todos com isso, partilhámos com os amigos, um coração que fizemos com muita dedicação.

 

Ainda aproveitámos a data para partilhar um lanche da manhã cheio de miminhos. Obrigada aos amigos que ajudaram a completar a nossa partilha.

A propósito da amizade, foi-nos lançado um desafio: O Tico e o Teco eram muito amigos e gostavam muito de brincar um com o outro… mas tinham um problema, moravam em lados diferentes do rio, e queriam muito dar um abraço apertadinho ao seu maior amigo.

Um dia, decidiram encontrar-se…

Mas como iriam passar o rio?


Depois de muita discussão e partilha, lá encontrámos a melhor solução: construímos pontes!

Projeto S. Valentim


Lançamos este projeto com a história “Lobo grande e lobo pequeno”, onde são enaltecidos os sentimentos, nomeadamente a amizade e a saudade…

Num dos nossos passeios ao exterior, apanhamos pedrinhas e bolotas diferentes para colocarmos em saquinhos para utilizar na sala…

Reutilizamos copos de iogurte e escolhemos da nossa recolha no exterior o que queríamos colocar dentro dos copos, para contruir o nosso “instrumento musical”…



Os amiguinhos dos 3 Anos 2 convidaram-nos para lanchar com eles, um lanche muito especial com fondue de chocolate, frutas variadas, bolos e muitas guloseimas…

Como forma de agradecimento ao convite, no nosso passeio matinal, apanhamos flores coloridas para lhes oferecer…


Terminamos este projeto com uma apresentação musical (versão menina estás à janela) na sala dos 3 anos 2, com os instrumentos realizados para o efeito e bolinhos temáticos desta época festiva (beijinhos em cavaca e suspiros).

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Ouvir e ver Histórias


As histórias desenvolvem e exercitam a capacidade de ouvir, estimulam a atenção e a memória, enriquecem o vocabulário e a linguagem…. Estes meninos cada vez apreciam mais estas atividades.

Mais natureza por favor VII
A T. foi com a mana grande e com os pais passear ao quintal do Avô, trouxeram um pequeno filme desta experiência na natureza.. Na sala gostamos muito de ver a T.e a mana a darem couves aos coelhos, fazer festas ao passarinho, e a passear de triciclo. A T. ficou muito feliz por partilhar estas imagens com os amigos. 

A mochila vinha muito cheia e pesada, nunca mais paravam as surpresas: alfaces pequeninas, terra húmida, uma floreira, um regador, sementes de fava, tangerinas…
Plantamos as alfaces na floreira e regamos com o regador. Saboreamos tangerinas docinhas e fomos para a rua semear favas. Foi uma manhã muito bem passada, obrigada família da T..

Cesto dos Tesouros V
Mais um cesto para estimular os sentidos e convidar à investigação.
A canela é perfumada, hum gosto disto! Será que este objeto faz algum som? Vou sacudir!  O coco é muito pesado, acho que tenho de agarrar com as duas mãos!… este processo de apropriação do mundo é fantástico. 😊


quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

O que é o Amor?


É gostar de abraços (M. Clara)
É a amizade (Aurora)
É beijinhos (Gustavo)
É a mãe e o pai (Tomás)
É a amizade (Diogo)
É ficar feliz (Matilde Sousa)
É o coração feliz (Dinis M.)
É dar abraços (Lara)
É ficar contente (Denis)
É dar abracinhos (Felipe)
É o coração ficar contente (Amélia)
É o coração (Iris)
É casar (Dinis P.)
É dar beijinhos e “xi corações” (Pedro)
É dar abraços (Laura)
É dar beijinhos (Duarte)
É um coração maior cheio de festinhas (Daniel)


Existe um lugar…
… onde tudo é possível. Esse lugar chama-se coração e é nesse lugar que guardamos gestos, pessoas e momentos especiais.





Cheirinhos da Quinta



Pedimos à Celsa para nos vir mostrar as plantas aromáticas da nossa Quinta. Foi uma alegria e já tínhamos saudades. Primeiro fomos à procura do Loureiro, que dá as folhas de louro, que cheira tão bem e usamos nos cozinhados.
Fomos até aos canteiros procurar a hortelã, a salsa e os coentros, e o chá príncipe…e mesmo ao pé da nossa sala encontrámos a alfazema e o alecrim…cheirámos tudo muito bem. Comos diz a Celsa “cheira a flor, apaga a vela”. A Celsa ainda trouxe outros cheirinhos como o tomilho, os orégãos, o magericão…que cheirinhos bons! Muito obrigada à Celsa por nos proporcionar uma manhã tão divertida na natureza da nossa Quinta. E boa recuperação.


Ah, e sabem fomos ao parque, ainda não temos idade, só a partir dos 3 anos para ser com mais segurança, mas fomos ver um loureiro pequenino lá no canteiro e…ainda brincámos na casinha e nos baloiços, foi uma diversão.

Experimentámos fazer pintura numa perspetiva diferente, no cavalete, na vertical e no exterior, com a luz maravilhosa do sol.